Blog do Marcelo Sá

Fortaleza tem maior taxa de ocupação de UTI´s desde o pico da pandemia

A ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adultas exclusivas para Covid-19 em Fortaleza atingiu 93,31% nesta segunda-feira (8), de acordo com a plataforma IntegraSUS, reforçando o alerta das autoridades e especialistas em saúde pública para o avanço da doença nas últimas semanas. Os dados foram colhidos às 17h03. Proporcionalmente, os índices se aproximam da ocupação registrada em maio de 2020, no pico da doença na Capital. No dia 7 daquele mês, a ocupação de UTIs adultas chegou a 95,8%. 

Contudo, à epóca, o cenário epidemiológico era diferente e o quantitativo de leitos também era maior: dos 658 disponíveis – incluindo os infantis -, 555 tinham pacientes acolhidos. Hoje, dos 250 leitos ativos na Capital, 222 têm pacientes internados, revelando uma taxa geral de 88,9% – incluindo unidades adultas e infantis. Os números revelam uma nova pressão sobre a rede assistencial e se aproximam da capacidade de resposta dos sistemas público e privado. 

Nos hospitais particulares informados pela plataforma, a ocupação de UTIs adultas está em 93,71%. Já entre as unidades públicas, passa de 92%. No Hospital Leonardo da Vinci (HLV), unidade estadual de referência para atendimento da doença, 92 dos 98 leitos disponíveis estão ocupados, representando uma taxa de acolhimento de 93,88%. No Instituto Dr. José Frota (IJF), a taxa chega a 87,5%, com 35 das 40 UTIs sendo utilizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *