Terça violenta no Ceará

Informações do Blog do Fernando Ribeiro

Dezenove pessoas, entre elas uma mãe e seu bebê, e uma adolescente de 12 anos, foram assassinadas em menos de 24 horas no Ceará, em mais um dia sangrento nas ruas da Grande Fortaleza e do interior do estado. A sequência de homicídios, a maioria com características de execução sumária, mobilizou as Polícias Civil e Militar, mas nenhum suspeito foi capturado. A onda de mortes violentas no estado, que se agravou com a greve dos PMs, em fevereiro, não cessou no Ceará. No mês passado, 456 pessoas foram mortas, um recorde em três anos.

Em apenas dois meses e 10 dias de 2020, o Ceará já registra o assassinato de 67 mulheres. O mais recente crime ocorreu na noite desta segunda-feira (9), em Caucaia, quando uma mulher de 30 anos foi executada sumariamente no bairro Nova Cigana. Tayná Raulino de Andrade não teve chance alguma de sobreviver. Recebeu tiros nas costas e na cabeça e teve morte instantânea.