Sesa realiza reunião com presidentes de consórcios públicos de saúde

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) realizou reunião, na manhã desta segunda-feira (20), com prefeitos que presidem consórcios de saúde no Ceará. O secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, e secretários executivos da Sesa ouviram os prefeitos sobre como podem colaborar na gestão dos consórcios e, consequentemente, na melhoria dos serviços  para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “O SUS tinha um enorme desafio, que era a universalização. Hoje, o SUS tem outro grande desafio: a eficiência”, disse o secretário, que é mais conhecido como dr. Cabeto, destacando que é preciso planejar levando em conta primeiramente o usuário do sistema. O presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), Nilson Diniz, e treze prefeitos que presidem consórcios de Aracati, Baturité, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Icó, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Quixadá, Russas, Sobral, Tauá e Tianguá participaram da reunião. Os gestores municipais relataram algumas dificuldades enfrentadas pelos consórcios e disseram contar com o apoio da Sesa para obter melhorias nos serviços prestados. Outras duas reuniões serão realizadas até o dia 10 de junho para discutir sobre a gestão dos consórcios e sobre as sugestões dadas pelos prefeitos para aperfeiçoamento do decreto publicado pelo Governo do Ceará, no dia 5 de abril, que define as condições para ingresso do Estado em consórcios públicos. O Consórcio Público de Saúde é uma autarquia com autonomia administrativa, para gestão de 19 policlínicas e 22 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) que estão localizados nos municípios cearenses. O documento também prevê seleção pública para os principais cargos dos consórcios, das policlínicas e CEOs. Os consórcios têm como missão prestar atendimento especializado de saúde nas regiões do estado. Funcionamento dos consórcios O Consórcio Público de Saúde é uma autarquia com autonomia administrativa, para gestão de 19 policlínicas e 22 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) que estão localizados nos municípios cearenses. O decreto também prevê seleção pública para os principais cargos dos consórcios, das policlínicas e CEOs. O prefeito de Ipaporanga e presidente do consórcio de Crateús, Antônio Alves Melo, destacou que o decreto trouxe parâmetros importantes para os gestores que estão à frente dessas autarquias. “É uma diretriz. Não podemos ser contra antecipadamente”, disse Melo. O consórcio presidido por ele abrange também os municípios de Ararendá, Ipaporanga, Independência, Ipueiras, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Novo Oriente, Poranga, Tamboril e Quiterianópolis. O presidente do consórcio de saúde de Sobral e prefeito do município localizado na região Norte do Ceará, Ivo Gomes, destacou a complexidade do sistema de saúde no Brasil e disse que cada consórcio e cada município têm suas dificuldades. Ivo Gomes relatou como tem atuado para conseguir que o consórcio tenha superávit, defendeu a aproximação com a gestão estadual e deu sugestões de melhorias em relação a decisões referentes à gestão dos consórcios de saúde. O consórcio de Sobral abrange também Groaíras, Hidrolândia, Irauçuba, Ipu, Massapê, Meruoca, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Santa Quitéria, Senador Sá, Uruoca e Varjota. Um grupo de três prefeitos, incluindo o presidente da Aprece, o prefeito de Ipaporanga e o prefeito de Jaguaribe, Abner Pinheiro, que preside o consórcio de Limoeiro do Norte, vão participar de reuniões sobre a gestão dos consórcios de saúde para apresentar à Sesa.

Fonte: Secretaria de Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *