Escola Profissionalizante de Iguatú comemora segunda aprovação em Medicina

Nos últimos dias, a comunidade escolar da EEEP Amélia Figueiredo de Lavor, do município de Iguatu-CE, recebeu, com grande satisfação, a notícia que mais um de seus estudantes egressos foi aprovado no curso de Graduação em Medicina, considerado um dos cursos do Ensino Superior mais concorridos e seletivos do país.

pedro-ribeiro

Pedro Ribeiro

O jovem Pedro Ribeiro, foi classificado pelo SISU no semestre 2019.1 da Ufersa (Universidade Federal Rural do Semiárido) que fica em Mossoró-RN, sendo uma rápida conquista, já que o mesmo acabou de concluir o Ensino Médio na turma de 2018 da Escola.

Pedro, destaca as dificuldades enfrentadas, e o descredito que teve de enfrentar. “Por ser aluno de escola pública e um garoto de baixa renda, sempre foi corriqueiro ouvir as frases “Medicina é pra filho de rico”, “Mas você tem certeza que consegue?”, no entanto isso nunca me desestimulou, pelo contrário, só me fez acreditar mais ainda no meu potencial e que sim, eu era capaz de realizar esse sonho”, relata Pedro.

O mesmo conta também que, além dos estudos já necessários da Escola de tempo integral, ainda dava um jeito de resolver outros exercícios e revisar temas de estudo, tudo por conta própria, pois não tinha condições de fazer cursinhos. “Contudo isso nunca me fez desistir, pois eu tinha minha fonte de motivação, mesmo que, às vezes, sem forças. Essa fonte era minha mãe, porque quando eu me via cansado, ela sempre estava trabalhando e isso renovava minhas forças, visto que ela, sem dúvidas, estava mais cansada que eu”, avalia Pedro.

Ao longo dos 11 anos de atuação da Escola Profissional, esta é a segunda vez que um egresso é aprovado no curso de Medicina. A primeira foi o estudante Adaylton Alves, que concluiu o curso Técnico Em Enfermagem do Amélia em 2014.

Adaylton-alves

Adaylton Alves

O próprio Adaylton comenta sobre as dificuldades enfrentadas e a superação que precisou fazer para hoje estar no curso de Medicina. “No final do ensino médio [em 2014], fiz o Enem e tirei uma boa nota, mas não consegui passar em Medicina. Usei a nota e comecei a fazer outro curso de graduação, mudei para São Paulo e continuei a estudar. Nesse período passei em um concurso público para o cargo de Técnico em Enfermagem. Enquanto trabalhava como técnico, o sonho de estudar medicina e ajudar pessoas com mais conhecimento renovou-se”, conta Adaylton, que ainda esclareceu que após algum tempo trancou o curso em que estava, superou o medo e resolveu estudar mais ainda para buscar realizar o sonho do curso de Medicina. “Comecei a estudar em casa todos os dias depois que chegava do trabalho, estudei durante 6 meses, então fiz os principais vestibulares de São Paulo e o Enem. Neste último, tive a alegria de conseguir passar na Escola de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi, pelo ProUni, realizando assim meu sonho de cursar medicina. Hoje estou cursando o 2º ano da Faculdade de Medicina e minha rotina continua agitada, pois além de estudar ainda trabalho numa UPA para me manter financeiramente. Assim, tenho aprendido muito, estou feliz e grato a Deus, a minha família e a todos que me ajudaram nessa trajetória até o presente momento” analisa Adaylton.

Sobre a vivência do Ensino Médio, o futuro médico fala com satisfação e agradecimento. “Na EEEP Amélia Figueiredo de Lavor foram três anos de intenso estudo. Posso dizer que ali foi onde aprendi, por intermédio de incríveis professores, a gostar de estudar de verdade e a acreditar no poder transformador da educação na minha realidade. Também desenvolvi o amor pela área da saúde e o sonho de ser médico, algo difícil, visto que minha família não tinha condições financeiras para me ajudar, porem isso não me impediu de acreditar no sonho”, frisa Adaylton.

Na opinião dos profissionais da Escola e da comunidade escolar em geral, fica o orgulho e sensação de dever cumprido pela instituição que de alguma forma contribuiu com as conquistas e realização destes estudantes, assim como tantos outros que ingressam anualmente nos mais diversos cursos de graduação.

Saiba mais:

A Escola Estadual de Educação Profissional Amélia Figueiredo de Lavor, localizada na Rua 13 de Maio, S/N, é uma das primeiras Escolas Profissionais do Ceará, e oferece os cursos técnicos de nível médio nas áreas de Administração, Enfermagem e Informática. No Amélia, os alunos passam pela formação integral dos cursos técnicos com as disciplinas da base comum (Língua Portuguesa, Matemática, História, dentre outras), além de matérias complementares como Empreendedorismo, Mundo do Trabalho e Projeto de Vida. No último ano dos cursos, todos estudantes realizam estágios supervisionados, contribuindo com sua inserção no mercado.

Quanto ao meio acadêmico, além das aprovações em Medicina, a EEEP já vem se destacando ao longo dos anos com o alto índice de inserção de seus alunos no Ensino Superior, em torno de 70% a 80% de aprovações via Enem e/ou Vestibulares, bem como a referência local na qualidade educacional, círculos de leitura e demais projetos que desenvolve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *