Blog do Marcelo Sá

Três açudes sangram no Ceará.

Neste final de semana mais duas barragens sangraram no estado do Ceará. Depois de quatro anos, os açudes Trici, no município de Tauá e Colinas, em Quiterinaópolis atingiram a capacidade máxima e começaram a transbordar neste domingo, 24 de janeiro, de acordo com a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). Pelo menos três açúdes já sangraram neste ano: Colina em Quiterianópoles, Trici em Tauá e caldeirões em Saboeiro. Em Quitarianópolis duas barragens romperam. na localidade de Bandarro e no Distrito de Alegre arrombaram provocando a sangria do Açúde Colina que há dez dias atrás estava com menos de 10% de sua capacidade.

O primeiro reservatório a atingir a capacidade máxima de armazenamento no Ceará este ano foi o açude Caldeirões, em Saboeiro, no Alto Jaguaribe. O sangramento ocorreu no último dia 19.

Confira o monitoramento dos açudes do Estado

Os 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), cuja capacidade total são 18,68 bilhões m³, apresenta volume de 2,25 bilhões m³ (12,07 %). Foram registrados aportes em 69 açudes, destacando-se os açudes Angicos, Aracoiaba, Araras, Arneiroz II, Ayres de Sousa, Banabuiú, Castanhão, Caxitoré, Edson Queiroz, Figueiredo, Frios, Jaburu I, Orós, Pedras Brancas, Pentecoste e Taquara. Estes aportes permitiram que os açudes Colina, Patos, Realejo e Santo Antônio de  Aracatiaçu deixassem o volume morto e que os açudes Parambu, São Domingos II, São José III, Tijuquinha e Trici deixassem de estar secos.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) houve chuvas em 222 postos pluviométricos  monitorados pela Fundação, destacando-se as chuvas  superiores a 84 mm, acumuladas em 24 horas: 108 mm (posto/município de Crato); 104 mm (posto Quiterianópolis, no município de Quiterianópolis); 99 mm (posto Lameiro, no município de Crato), 92 mm ( posto Sapucaia, no município de Aquiraz).

Atualmente, o volume de água das bacias está distribuído: Litoral (31,96% ), Alto Jaguaribe (27,67%), Coreaú (27,33%), Metropolitanas (21,16%), Serra da Ibiapaba (15,33%), Médio Jaguaribe (9,75%), Salgado (12,17%), Acaraú (9,10%), Banabuiú (3,20%), Sertões de Crateús (2,85%), Curu (2,76%) e Baixo Jaguaribe (0,25%).

Nos últimos sete dias, destaca-se o aporte no açude: Orós, Castanhão, Arneiroz II, Tucunduba e Itaúna. No ano de 2016, já foi registrado um aporte total de 78,7 milhões m³.

Para mais informações, visite o site: http://www.hidro.ce.gov.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *