Incêndio atinge prédio do anexo da prefeitura de Orós

Um incêndio atingiu no final da tarde desta quarta-feira(24/10) o anexo da prefeitura de Orós. O prédio, que fica ao lado da sede do governo municipal, abriga a secretaria de cultura e turismo, a procuradoria do município, entre outros setores da administração pública municipal.

O incêndio foi percebido por volta das 17h45 e rapidamente chamou a atenção de moradores e pessoas que se encontravam nas proximidades.  Moradores e funcionários da prefeitura se mobilizaram para combater as chamas que atingiram o pavimento superior do prédio. Rapidamente voluntários chegaram com extintores e mangueiras para auxiliar no controle do fogo. Por sorte em frente ao prédio foi construída recentemente uma fonte na nova praça Anastácio Maia, que auxiliou no combate ao incêndio controlando as chamas e evitando que se alastra-se para os prédios vizinhos. O incêndio foi controlado por volta das 18h45 graças ao trabalho dos bombeiros civis e voluntários que bravamente evitaram um desastre maior.

Na área que fica no entorno da Praça Anastácio Maia ficam diversos prédios da administração pública municipal, como por exemplo a sede da Prefeitura, o Demutran, entre outros órgãos, mas felizmente o incêndio se concentrou no anexo e os danos foram apenas na estrutura física do pavimento superior do prédio, que teve a cobertura do auditório totalmente destruída.  No mesmo local funcionou no passado a Câmara de Vereadores, e anteriormente o Fórum da comarca de Orós. As salas que ficam no 1º andar aparentemente não sofreram danos na estrutura. Agora o governo municipal aguarda a perícia para identificar a causa do incêndio e posteriormente tomar providências quanto a possível transferência dos órgãos que funcionam no local.

O prefeito Simão Pedro esteve no local onde acompanhou a ação de combate ao fogo e falou sobre o ocorrido. “Felizmente conseguimos conter o fogo com ajuda de muita gente que se arriscou pra evitar que o fogo se alastra-se. Foi um risco muito grande mas só temos a agradecer a todos que colaboraram, a principio não tivemos maiores prejuízos além da estrutura física do auditório, e das salas superiores, amanhã iremos avaliar os prejuízos materiais, mas aparentemente não tivemos prejuízos em relação a documentação, vamos pedir as autoridades competentes pra avaliar a estrutura física e depois tomar as medidas necessárias para não prejudicar as atividades dos órgãos que funcionam no local”.

A suspeita é que o incêndio tenha sido provocado por alguma faísca. Algumas horas mais cedo a cidade ficou sem energia após um problema na subestação local e durante os serviços de manutenção para a normalização do fornecimento de energia houve oscilação na rede elétrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *