Ferroviário vence a primeira na final da Série D

Mais uma segunda-feira histórica para o Ferroviário Atlético Clube. Na partida de ida da final do Campeonato Brasileiro, o Tubarão da Barra saiu vitorioso pelo placar de 3 a 0, no confronto contra o Treze/PB, os gols foram marcados por Janeudo, Edson Cariús e Robson Simplício.

O jogo

A partida começou com as duas equipes se estudando, mas o Ferroviário tratou logo de ameaçar o adversário. A primeira chegada foi aos sete minutos, Edson Cariús avançou pela esquerda, chutou cruzado e o goleiro do Treze espalmou. A pressão coral seguiu minutos depois, Lucas Mendes arriscou um chute de longe e a bola foi fraca para o gol. Aos dezoito, Mauro salvou o time paraibano, Luis Soares cabeceou e o arqueiro salvou o que seria o primeiro gol do Ferrão.

O bom futebol apresentado em campo e o maior domínio resultou em gol. Edson Cariús dominou com categoria, passou para Janeudo, que acertou um chutaço da entrada da área.

O adversário também ofendeu a meta coral, Marcelinho Paraíba chutou de longe e Gleibson realizou a primeira defesa. Apesar da chegada, o Ferroviário conseguiu articular mais as jogadas.

Após três minutos de acréscimo, o árbitro encerrou o primeiro tempo de jogo, o placar não sofreu nenhuma alteração. Na frente do marcador, os atletas do Ferroviário saíram sob aplausos da torcida.

Com a saída de bola, o Tubarão da Barra foi todo ataque no início da segunda etapa. No primeiro minuto, o time ameaçou duas vezes, a primeira em cobrança de escanteio, Cariús cabeceou com firmeza e a bola passou próximo ao gol do Treze. Na segunda chegada, Cariús recebeu pela direita, fintou o zagueiro, bateu cruzado e a bola tocou na rede pelo lado de fora.

Gleibson novamente foi exigido e correspondeu, Marcelinho Paraíba cobrou a falta e o arqueiro coral fez grande defesa. Aos treze, Lucas Mendes recebeu cartão amarelo. O time da Paraíba tentou equilibrar a partida, mas o Ferrão se impôs e ampliou o placar.

Luis Soares puxou rápido contra-ataque, driblou o adversário e cruzou na medida para Edson Cariús cabecear e balançar as redes, foi o segundo gol do Ferroviário.

Logo depois de dilatar o placar, Marcelo Vilar realizou a primeira substituição, o meia Jean entrou no lugar de Esquerdinha. Com a partida sob controle, Vilar, aos vinte e seis sacou o atacante Luis Soares para colocar o volante Gleidson.

A equipe adversária bem que tentou ameaçar, mas a defesa coral sobressaiu e conseguiu ganhar as disputas de bola. Mais uma vez foi exigido, Gleibson salvou, após chegada perigosa do ataque do Treze. Marcelo fez a última alteração, um volante por outro, saiu Leanderson e entrou Robson Simplício.

O volante que tinha acabado de entrar teve a primeira chance de marcar, Robson Simplício recebeu, chutou colocado e a bola foi desviada pela defesa. Na segunda ele não desperdiçou, a defesa bobeou e Simplício finalizou com categoria, marcando um golaço.

Com o placar favorável, o Ferrão teve a maior posse de bola, controlou o restante do jogo e saiu com uma vitória de 3 a 0 no primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro.

O Ferroviário realizou uma grande apresentação dentro de seus domínios e conseguiu um grande resultado diante da forte equipe do Treze-PB. Agora, o elenco coral vai trabalhar focado no jogo de volta final. A partida será no dia 4 de agosto, às 18:30, no Estádio Amigão.

FICHA TÉCNICA

Ferroviário 3 X 0 Treze

Local: Arena Castelão
Data: 31/7/2018
Horário: 19:15
GOLS:
Ferroviário: Janeudo, Edson Cariús e Robson Simplício

Ferroviário: Gleibson, Lucas Mendes, Erandir, Afonso e Sávio; Mazinho, Leanderson (Robson Simplício), Esquerdinha (Jean) e Janeudo; Luis Soares (Gleidson) e Edson Cariús

Técnico: Marcelo Vilar

Cartão amarelo: Lucas Mendes

Público pagante: 6.407
Não pagante: 260
Renda: R$ 113.380,00

Foto: Pedro Chaves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *