SECRETÁRIO DE SEGURANÇA ANDRÉ COSTA PARTICIPA DE DEBATE NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA ESTADUAL

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará, André Costa, apresentou na AL as ações que estão sendo desenvolvidas pela pasta, além de expor números sobre índices de criminalidade no Estado. O pronunciamento ocorreu durante o segundo expediente da sessão plenária desta quarta-feira (20/09), no Plenário 13 de Maio.

O deputado Zezinho Albuquerque (PDT), presidente da Casa, reforçou a satisfação em receber o titular da SSPDS e dar a oportunidade para que os parlamentares possam fazer questionamentos sobre as atividades desenvolvidas. “Esse segundo expediente será um momento para tratarmos de um dos maiores desafios que temos. Vamos ouvir o secretário e saber o que vem sendo feito para mudar a situação de violência do Estado”, comentou.

De acordo com André Costa, ações estão combatendo os crimes violentos letais intencionais e os assaltos a agências bancárias e coletivos, além ter havido aumento na apreensão de armas de fogo e entorpecentes. “Somente neste ano, conseguimos apreender uma tonelada de drogas e cerca de 20 armas por dia. Cerca de 130 ônibus estão passando por nossas blitze por dia. E essas ações estão acontecendo por meio de uma soma da nossa inteligência, tecnologia, parceria com outros órgãos e valorização de pessoal”, informou.

Entre as medidas tomadas está a delimitação das principais áreas de violência na Capital. De acordo com ele, foi constatado que 80% dos crimes ocorrem em apenas 40% do território de Fortaleza. Com base na delimitação, as ruas são classificadas de acordo com o tipo de crime que costuma ocorrer, e o patrulhamento é realizado de forma mais intensificada, de acordo com seu diagnóstico.

André Costa lembrou também a reestruturação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), aumentando em 14% a resolutividade dos casos e  em 86% o número de prisões. Além disso, foram intensificadas ações para o interior do Estado, como a ampliação do Comando Tático Rural (Cotar) e do Batalhão de Rondas Ostensivas e Intensivas (Raio).

O secretário afirmou que tem planos ainda de incluir o Batalhão de Divisas para o Choque e, assim, assimilar o modelo operacional e fazer ações mais intensivas nas rodovias. “Queremos também levar para cada macrorregião do Estado equipes do Cotar devidamente preparadas e equipadas, colaborando principalmente no combate aos assaltos a banco”, salientou.

Sobre a carência e valorização dos profissionais de segurança pública, André Costa ressaltou o concurso para 4.200 policiais militares, além de certames para a Polícia Civil e aquisição de viaturas. Também foram citados por ele a aprovação da Lei de Promoções para os Militares, a equiparação da remuneração dos policiais à média do Nordeste para militares e civis e serviços de proteção aos profissionais.

Estiveram presentes no Plenário os comandantes da Polícia Militar, coronel Ronaldo Viana, e do Corpo de Bombeiros do Estado, coronel Heraldo Pacheco; o delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Everardo Lima, e o perito geral da Perícia Forense do Ceará, Ricardo Macedo.

Fonte> Assessoria Assembléia Legislativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *