Sai resultado da licitação para conclusão do Eixo Norte da transposição

A construtora paulista Passarelli em consórcio composto com a PB Construções e  Construcap(SP) ofereceu a melhor proposta financeira na licitação aberta pelo governo para concluir obras remanescentes no projeto de transposição do rio São Francisco.  As obras transcorrerão entre Salgueiro(PE) e Jati(Ceará).

As águas do São Francisco devem chegar em Março na Paraíba e Pernambuco enquanto o Ceará deverá esperar até Dezembro de 2017 ou até o inicio de 2018.

O Ministério da Integração Nacional, responsável pela concorrência, recebeu sete ofertas de empresas interessadas. A licitação é feita pelo regime diferenciado de contratações públicas (RDC) e busca um substituto para a empreiteira Mendes Júnior, que enfrenta dificuldades financeiras e abandonou as obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte da transposição.

O novo contrato tem orçamento máximo de R$ 574,3 milhões. A Passarelli ofereceu um lance de R$ 442,21 milhões (23% abaixo do valor orçado pelo ministério). A construtora Marquise veio em seguida, com desconto de 17%. Nenhuma empreiteira envolvida na Operação Lava-Jato se apresentou.

Agora começa a segunda fase do processo, que consiste em análise das propostas de preços para verificar a sua exequibilidade. Também serão analisados todos os documentos exigidos pelo edital. Somente após essas etapas, o nome da vencedora será divulgado. A previsão é de que o contrato para as obras seja assinado até o mês de março.

“Esperamos que a empresa esteja apta a cumprir todas as normas estabelecidas em edital e, ao assinar o contrato, possa executar as obras na maior brevidade possível. Verificaremos a documentação e o conteúdo da proposta e cumpriremos os prazos legais de recurso para que não haja qualquer fragilidade processual e, consequentemente, o processo transcorra de maneira transparente”, afirmou o ministro Helder Barbalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *